sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Anfiteatro El Jem

É grande, maravilhoso e indescritível  Se fecharmos os olhos e anos concentrarmos, quando os abrirmos, todas as imagens dos filmes que vimos tornam-se realidade mas com outros rostos - rostos reais.

Este circo romano tem essa particularidade, está vivo. Descemos ás catacumbas e estão lá os leões, as pessoas.  Nas bancadas ouvimos os aplausos e no centro a arena sentimos o guerrear, a luta o sofrimento. 
Foi um dos raros locais, de todos, por onde passei em que senti e vivi momentos de outras épocas. Na altura foi assustador porque nunca tido ido a lado nenhum e este foi a minha primeira viagem fora de Portugal.

O circo está muito bem conservado e considerado o primeiro edifício com este tamanho no norte de África e o sexto em todo o Império Romano. Foi construído pelo imperador Gordiano do século III acolheu espectáculos sangrentos entre gladiadores e feras e, como não, entre feras e cristãos. Tem capacidade para trinta mil espectadores Debaixo de sua construção, encontram-se duas galerias em forma de cruz com abóbadas onde se albergavam as feras, combatentes e condenados. O Coliseu continua firme ao passo do tempo.

É imprescindível ir á Tunísia e ir conhecer o circo. Tive um ponto a meu favor que foi ir no Inverno mas num dia de bom tempo e pode desfrutar e respirar a atmosfera.



Sem comentários:

Enviar um comentário