terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Chegámos ao Gerês e á Residencial Verde Pinho

Nem sei por onde começar a falar sobre estas férias mas talvez o melhor seja começar a mostrar as primeiras imagens da minha estadia em Verde Pinho e como fiquei logo sem fôlego. 

Se queres ir ao Gerês aconselho a Residencial Verde Pinho, pela localização, preço e simpatia dos donos que nos recebem como se fossemos família e nos deslumbram com a paisagem com que nos recebem ao pequeno almoço (básico, bom e barato).

Acima de tudo rapidamente percebemos que estas férias teriam de ser tranquilas, sem grandes programas e constantes paragens porque com tantas curvas e contra curvas o tempo de chegada aos sítios seria muito e teríamos de encontrar formas de não saturar o Diogo com paragens e mais paragens em tantos e tão bonitos locais que vamos sempre encontrando pelo caminho e com o tempo de deslocação de carro e de o divertir onde íamos. 

Optou-se logo por também deixar de lado tudo o que tivesse a ver com cascatas por causa do frio e pelas birras que isso ia causar porque ele ia querer ir para dentro de água. Anulámos as grandes caminhadas por inexperiência nossa, porque não se encontrava ninguém em caso de ser necessário ajuda e porque o Diogo ia fartar-se. 

Era melhor delinear um objectivo, desfrutar dele e deixar o Diogo andar, correr, brincar e explorar ao seu ritmo, depois de tanto tempo a andar de carro, a portar-se que nem um herói, era injusto não pensarmos primeiro no seu bem estar. 

O nosso pensamento é sempre que se estamos a alterar as rotinas dele temos de compensar com alguma descontracção, liberdade de movimentos e acção, temos de ter paciência e abdicar (como adultos) de algumas coisas para que juntos possamos desfrutar o máximo possível e poder realmente ser férias em família. Nem sempre conseguimos mas tentamos evitar as zonas de conflito com ele devido ao cansaço e principalmente ao facto de querer ficar ainda mais tempo num local  - temos explorador :)






5 de Dezembro de 2015

Sem comentários:

Enviar um comentário